sábado, 28 de março de 2009

Até pra demorar temos pressa!!!

Ouvi uma coisa, essa semana, que me fez pensar. Não conheço o contexto da situação, mas mesmo assim não pude parar de perceber como uma merda pode ser tão filosófica... Todos sabemos que os tempos modernos (eu acho isso super antigo: "tempos modernos", sei lá... parece nossos avós falando...) nos impõem uma pressa que é tão nossa que já nem precebemos, só vemos quando, após o carnaval, já é natal!!! E isso que escutei me deixou pensativo: "Ei! Demora mais depressa aí!!!"
A que ponto chegamos!!! Isso quer dizer que a demora tem que ser mais rápida que ela mesma!!! Incrível!!! Se é assim, então é o ovo que vem da galinha e não a galinha do ovo!!! O macaco que veio do homem, e não o contrário!!!
Hahahahahahahaha!!! "Demora mais rápido!", essa é nova!!! Hahahahahaha!!!

Bio-química geográfica!

Cá estou eu de novo, novamente, pra falar de um comentário incrível de tão inacreditável!!! Era aula de biologia, no assunto de bioquímica pra ser mais exato, quando o professor fez uma pergunta bem comum: "O que é Mg?" Por causa do barulho, algumas pessoas não entenderam, então, o professor foi ao quadro e escreveu "Mg". Meus fieis 3 leitores (sim, tem mais um!!!) sabem muito bem que o referido Mg é um elemento químico. Porém, uma alma infeliz de um dos meus colegas filósofo-pensantes teve uma errônea confusão de matérias (talvez ele tenha nascido com o cérebro de cabeça pra baixo, sei lá) e respondeu com a seguinte frase: "Eu sei professor! Mg é Minas Gerais!"
Bem... Querendo ou não, não podemos discordar... Mg continua sendo Magnésio e Minas Gerais ainda é MG... Enfim, a lógica é certa, mas...

domingo, 8 de março de 2009

Uma questão de ponto de vista...

Certa vez, numa aula de biologia, discutíamos sobre nutrição. Pois bem. Convenhamos que, certas vezes, ficamos confusos em relação aos nomes de alguns alimentos. Como nenhum exemplo me vem à cabeça, vou direto ao fato.
Um aluno parecia estar prestando atenção à aula (parecia, apenas) quando uma dúvida súbita o fez levantar a cabeça de repente e expelir esta pergunta desgraçada: "Professor, o que seria carne de soja?" Bem... É bom esclarecer que estou escrevendo me segurando para não rir, porque se eu começar a rir, não vou conseguir terminar. Voltando ao assunto, já que targiversei (super nova essa palavra). Após absorver aquela pergunta a qual não se aplicam adjetivos, o professor mirou o aluno com a cara mais cínica do mundo e respondeu: "Soja..."
Mas, veja bem, vamos raciocinar... a pergunta não foi TÃO sem lógica assim… Como poderia ser carne de soja, já que soja é vegetal e carne é de origem animal? Seria uma carne vegetal? Ou um vegetal com músculos? Bem, não sou eu a pessoa mais indicada para responder isso, mas uma coisa eu sei… carne de origem vegetal é horrível!!!

E eu que pensei que era pessimista...

Esse ocorrido filosofante aconteceu ao final de uma aula de química, quando o professor reforçava de novo novamente (eu não me canso de falar isso) que se você teve uma boa base no 1° e no 2° ano você tem uma maior facilidade no terceiro ano. Pois bem, todo mundo já ouviu isso. Mas o fato não é esse. Ao terminar de falar ele completou o pensamento com a seguinte frase: "O seu futuro está no seu passado". E, se alguém lê esse blog desde o começo, esse alguém vai saber muito bem que essa frase não ia passar em vão.
O ocorrido foi este: um dos excelentíssimos aluno-filósofos da minha sala se manifestou numa tentativa de fazer a frase um pouco mais concreta. "Ah, então se meu futuro está no meu passado eu to lascado!!!"
Assim, eu termino essa narração com uma frase para a sua reflexão. "Não seja pessimista, nem quando estiver sendo realista..."

domingo, 1 de março de 2009

É por isso que eu prefiro inglês!!!

  Cada dia que passa me faz refletir mais e mais sobre um assunto. Eu poderia fazer um grande investimento com um esforço mínimo, simplesmente com um lápis e papel. Se eu juntasse todas as merdas que são faladas na minha sala de aula e vendesse como estrume o lucro seria muito bom... mas, enfim...
  O ocorrido ocorreu (adorei essa expressão) numa aula de português... Enquanto a professora explicava os tais gêneros que todo mundo comumente erra. Tais como a alface, a bacanal e "a omelete", que provocou o comentário: "Mas professora, por que é a omelete se vem do ovo?" Essa pergunta gerou a excelentíssima resposta de um outro colega filósofo: "Mas o ovo, vem da galinha... é por isso..."
Hahahahahaha... Eu estou chorando de rir até agora. É por isso que eu digo: "3° ano do ensino médio também é cultura!"

Medicina avançada, mas sem exagerar...

  Antes de relatar o ocorrido, vou esclarecer para os meus três leitores (esse número é verdadeiro) como funciona. A maioria dos acontecimentos postados aqui realmente ocorreram, foram frutos das mentes esdrúxulas de meus colegas de classe. Fatos falados, como o que vou contar a seguir, ocorrem frequentemente na minha sala de aula, e é só ouvir "Jonathan, anota!!" que já tenho algo pra postar... Mas, indo para o que realmente interessa...
  Isso aconteceu numa aula de história, sobre o antigo Egito. Enquanto comentava sobre a medicina egípcia, mais especificamente o ato de retirar o cérebro do cadáver pelo nariz, o professor foi interrompido por uma pergunta sensacional: "Ei professor, os egípcios tiravam o pulmão dos "morto" pelo nariz não era?" Você deve imaginar que toda a sala caiu na risada. E o melhor foi a resposta sagaz que o professor não conseguiu segurar, mesmo morrendo de rir: "É claro! Inclusive tiravam também os testículos!" 
  Hahahaha!!! Com essa eu vou dormir mais inteligente hoje!!!