domingo, 4 de abril de 2010

Alguém sabe o telefone da criatividade?

Pois é... O senhor leitor está surpreso porque pensava que eu havia morrido? Não duvido, estou numa crise de criatividade/vontade de escrever... Fazer o quê... Talvez fazer uma postagem sobre nada. Tentei fazer essa postagem nas "Crônicas de Nada", mas como estou em crise de criatividade não consegui achar um nome. Pois bem, vou fazer uma coisa inédita neste blog: sair escrevendo o que me aparecer na cabeça e no final ver no que dá. Desejo boa sorte ao caro leitor...
É... Ainda sem assunto. Então vou tentar uma coisa que me passou pela cabeça: olhar pela janela e a primeira coisa que me passar pela memória vou escrever aqui. Pois bem... ... ... "O rebolation-xon, o rebolation"... Nossa, que péssimo modo de começar essa postagem... É, caro leitor, você deu azar até agora... Infelizmente eu o fiz lembrar uma coisa que você quer esquecer a algum tempo. Ou que nem conseguiu esquecer ainda, como eu que escuto isso todo santo dia para minha infelicidade... É duro viver em Recife sem pilha para o MP3, vou comprar urgente...
Até aqui ainda não chegamos a canto algum. Sendo assim vou (professoras Karla e Ana Lídia me corrijam se eu estiver errado... nunca sei quando usar o "lhe") lhe fazer a pergunta chave: você vai REALMENTE continuar a ler esta postagem? Sim!? Nossa, você é realmente corajoso. Ou, vai ver, não tem mais nada importante pra fazer. Ou só está lendo isso porque é meu amigo. Ou porque alguém te contou que esse blog existe e você deu azar em ler essa postagem antes das outras... Agora me passou uma pergunta pela cabeça: já que não tenho nada pra falar, POR QUE EU AINDA ESTOU ESCREVENDO? Acho que estou esperando a conclusão cair do céu. Eu e minha mania de fazer postagens como faço redações: introdução, dois parágrafos de desenvolvimento e conclusão... Então vou acabar de vez...
Mas agora outro problema: como vou concluir essa postagem se eu não falei sobre nada? Uma piada? Tentemos... "Por quê o tomate foi ao banco? Pra tirar um extrato!"... É, uma piada sem graça não é um bom modo de terminar uma postagem... Só me resta pedir desculpa ao caro leitor por ter escrito até aqui, você não merecia ler isso... Mais sorte da próxima vez...